Pronto, já não é mais um monólogo... Mas sabe que do tempo pouco sei, pois as horas tem sido um falcão a mergulhar atrás de uma presa, do conhecimento. Ana D.Echabe

quinta-feira, março 18, 2010

Đ ФĿĦФS ДBЭЯŦФS

É PRECISO TER CORAGEM DE
Arriscar E ousar,
MAS COM Prudência.
PORÉM A RUDÊNCIA EXAGERADA
É A PIOR IMPRUDÊNCIA,
PORQUE ELA IMPEDE
DE AGIR E VIVER EM PLENITUDE.
UMA VERDADEIRA Prudencia Conduz
AO PLENO DESABROCHAMENTO DA VIDA,
E NÃO À SUA Atrofia.
(Eclesiastes 11, 1-4)

7 comentários:

sideny disse...

Ola ADiniz

E verdade sim .

Gostei do novo visual, ficou bonito o blog.
E com musica da Sade, adoro esta cantora.
beijinhos

Duarte disse...

A isto é ao que se chama uma mudança de imagem em positivo.

Quanto ao post tem um algo que atrai. Uma pintura assim capta a atenção.

Abraços desde amigos de Portugal

Naty e Carlos disse...

Amar contém ensinamentos que aperfeiçoam a conduta humana, desenvolvem os mais nobres sentimentos, e purificam o espírito. "
Bom Fim de Semana
Bjs

Pedrasnuas disse...

GOSTO MAIS DESTE VISUAL...OLHA MUITO SIMPLESMENTE OS EXTREMOS ATROFIAM...É NO MEIO QUE RESIDE O EQUILÍBRIO...NEM MUITA.NEM POUCA...ARRISCAR MAS CALCULANDO OS PERIGOS DA ATERRAGEM E SE PREPARAR PARA TUDO...

MUITOS BEIJINHOS E BOM FIM DE SEMANA

Cynthia Lopes disse...

Ana, o novo visual ficou ótimo.
Adoro Sade, bela escolha a tua,
bem como do texto. Afinal, viver
é um risco, não há manual, só erro/acerto/reflexão. uma dialética
e não uma ciência exata.
bjs

Multiolhares disse...

Para evoluirmos temos de arriscar, com certa prudência é certo, mas estagnar jamais
Namastê

Le Vautour disse...

Como é difícil achar um meio-termo, não? Baltasar Gracián y Morales, em "A Arte da Prudência", fala um pouco sobre esse meio termo. Entendê-lo não é difícil; introjetá-lo é quase impossível. A vida é um livro que se lê à medida que se escreve, e muitas vezes é na dialética do erro-acerto que aprendemos alguns milímetros de bom-senso.
Abração de duas asas!

Cartão de Visita do Facebook