Pronto, já não é mais um monólogo... Mas sabe que do tempo pouco sei, pois as horas tem sido um falcão a mergulhar atrás de uma presa, do conhecimento. Ana D.Echabe

quinta-feira, março 19, 2009

Gravura / Ponta seca saudade


Foi na minha alma
Que tua imagem
Ficou gravada.
Pintada dentro dos meus olhos.

Em cada movimento do pincel
A cada tinta jogada
Que fluía sobre a tela
Sentia a tua presença.

Pigmentos penetrando na trama do tecido
Era como nossos corpos entrelaçados
Cobertos por fios de seda

O cheiro da tinta me lembrava você,
Nua coberta de cores
Vivas e intensas
Dançando sobre a tela
Tal qual a libélula
Sua face coberta de tinta
Reproduzia seu olhar felino

Como poderei ponçar
Minha alma.
Retirar tua imagem,
Gravada em meu sentimento.
Se fosse feito pedra
Já o teria removido

Mas comigo,
Só carrego um cristal rosado,
Em meu peito.
Uma paleta de cores
E uma tela, ainda branca.

21 comentários:

mimi disse...

Será bom gravar em nós saudades, ainda que´a ponta seca?
Beijos

Vento disse...

Não se pode remover o que se sente
vive em nós uma imagem que nunca se apagará.

Beijo

Pedrasnuas disse...

É complicado quando a imagem fica entranhada em nós...

beijos

Mara faturi disse...

Belo, belo...cor e saudade, trama e vida...assim seguimos,respingando...

em azul disse...

Gostei do que li
Ficamos sempre com um pouco de alguém, na nossa caixinha das memórias...
Abraço

A.S. disse...

Tuas horas são de nenhum tempo, mas há um tempo teu em cada hora...


Um abraço!

Maria Dias disse...

As lembranças ficarão gravadas, mesmo q em uma tela ainda nua mas que em breve tu a pintará com as cores suaves de saudade.É só esperar o tempo passar... E ele passa sim.
Vc pinta tao bem quanto escreves... Lindo o q li e vi!Parabéns por este dom q papai do céu te deu!

Beijinhos...

Maria Dias

P.S. Acabo de te adicionar venha me visitar.

meus instantes e momentos disse...

muito bom teu blog, gosto de voltar sempre aqui.
Belissimo post.
Maurizio

Fa menor disse...

O sentimento que se carrega, acaba sempre por ser imagem impressa em tela.

Obrigada por sua visita

Beijos

vida de vidro disse...

Uma tela de sentimentos. Tal como eles ficam gravados em nós. **

glória disse...

você pinta poemas com sentimentos resvalando cores pela ponta dos dedos, mesmo que a tela permaneça em branco. esse cristal rosado que carregas parece reluzir nas letras e na estética do poema. O amor é uma aquarela que derrama tinta no corpo amado. eu estou realmente impressionada com a complexidade do que seus escritos. vou te adicionar entre os meus preferidos tá? bjs

Vento disse...

É da forma que analisas os pormenores que te rodeiam, que me faz gostar de ti.

Beijo

liliana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AlmaAzul disse...

É magnifica a mistura dos sentimentos com os sentidos!

( :P rsrs... topaste-me!)

Carla disse...

uma imagem...e palavras que são elas mesmo uma imagem
beijos

nina rizzi disse...

meu peito-tudos são paletas de repletos matizes.

gostei.

Cynthia Lopes disse...

Ana que linda gravura e que linda sua tradução em versos... meu carinho.

glória disse...

que belo comentário o teu! dá vontade de "colar" no poema! bjs

Pedrasnuas disse...

Vim dar-te um beijo e desejar um bom fim de semana.
Boas criações

Pedrasnuas disse...

A resposta está no meu blogue!
Estou à espera de mais trabalhos seus.Vá lá!!!

Beijos e continuação de Bom fim de semana

Rozelane de Santis Morais disse...

Vim aqui agradecer-te a visita e dizer que fiquei muito bem impressionada pelo que vi aqui!!! Esse poema é lindo!!! Pintura e poema em perfeita harmonia!!!! Lindo

Cartão de Visita do Facebook