Pronto, já não é mais um monólogo... Mas sabe que do tempo pouco sei, pois as horas tem sido um falcão a mergulhar atrás de uma presa, do conhecimento. Ana D.Echabe

sábado, outubro 30, 2010

Certezas...

O que me tranqüiliza é que tudo o que existe,existe com uma precisão absoluta.
O que for do tamanho de uma cabeça de alfinete não transborda nem uma fração de milímetro além do tamanho de uma cabeça de alfinete. Tudo o que existe é de uma grande exatidão. Pena é que a maior parte do que existe com essa exatidão nos é tecnicamente invisível. O bom é que a verdade chega a nós como um sentido secreto das coisas. Nós terminamos adivinhando, confusos, a perfeição
CLARICE LISPECTOR

Serie "Espelhos das Aguas"

13 comentários:

Aleatoriamente disse...

Lindo esse texto de Clarice.
Linda imagem, preciosa entrega.
Amei!
Beijo.
Fernanda

Manuela Freitas disse...

De um blogue onde vai sempre fazer comentários, tive a curiosidade de vir até cá. Muito interessante o seu blogue, fiquei encantada, vou ser tua seguidora.
Bj,
Manuela

Suzana Martins disse...

Lindos espelhos n'água!

Lindas palavras de Clarice!!

Beijos querida!!

Excelente feriado

Lu disse...

Ana, querida!

Artista do olhar,
do captar,
do enquadrar
com íris e retina
e eternizar em nós
encantamentos
que jorram
pelos poros,
feito água de fonte,
nascida nos montes...

Adorei tudo amiga!
Bjim pra você!

Elen Abreu disse...

A medida que vou visitando blogs,gosto ainda mais de Clarice,cada poesia perfeita=)
Gostei muito do blog e estou seguindo!

Bjos;*

Maria Dias disse...

Isso pq a existência é sábia.

Continuo amando as fotografias...

Beijo!

Aleatoriamente disse...

Tão lindo teu comentário lá em casa.
Fiquei só emoção.
Também tenho um carinho muito bonito por ti.
Muito obrigada querida.

Bjinho.
Fernanda.

Lily disse...

Moça,

Tomei aquela poção (de ira), me sacudi, enfiei a chave goela abaixo do outro e decidi voltar a escrever no CONTOS DE LILY. Não tenho condições de voltar agora, ainda este ano, a escrever no O MEDO DE SUZANA, mas nos contos, na minha doce ficção sim.

Linda essa imagem. Fotografia especial. Você tem o dom.

E a Clarice tem razão, o que não nasceu para voar, só rasteja, até o fim dos dias.

Beijos!

Vanuza Pantaleão disse...

A confusão precedendo a precisão...luz de Clarice. Claros espelhos n'água...
Boa noite, amiga!!!

Aleatoriamente disse...

Oi menina.
Passei para deixar um beijo.

Com carinho.
Fernanda.

Lu disse...

Ei, Ana, querida!
Vim saber se está tudo bem, amiga?!
Saudade de você!
Beijo!

Sheila disse...

Que linda a sequencia dos trabalhos, as cores a tranquilidade que cada um passe, é o espelho da alma do artista, que belas imagens, que lindo a exposição, torne a repeti-las pois enchem a alma de poesia e os olhos de encantamento.Beijos.Ah, segui todas.

Aleatoriamente disse...

Amiga linda, vim te deixar um beijinho.

Com carinho.
Fernanda.

Cartão de Visita do Facebook