Pronto, já não é mais um monólogo... Mas sabe que do tempo pouco sei, pois as horas tem sido um falcão a mergulhar atrás de uma presa, do conhecimento. Ana D.Echabe

segunda-feira, fevereiro 02, 2009


Meu doce segredo revelado

Conheci uma moça
Ela era linda
Sua beleza original
De cabelos negros,
De olhos arredondados,
Lindos,
Inconstantes na sua cor.
A fusão acontecia levado
Por seus sentimentos
Mais real que já pudera ter visto.

Brincávamos em nossos sonhos,
Eu a embalava
Levando lhe flores,
Doces, cores,...
Tudo o que eu achasse
Pelo caminho
Das ruas mais coloridas
Dos mundos que vivi
Ela me deu das noites estreladas
As luas
A primeira grandiosa
Inteiramente branca.
Dera-me palavras
Que me embriagava o espírito
Envolvendo-me a mente e o corpo
Acariciava-me com seu olhar
E com seus longos e fortes dedos
Quase podendo ter-me
Em suas mãos
Por inteira.

Nossa felicidade imantou de rosa
O nosso jardim
Todo o mundo festejou
Com fogos de artifício
Que em meio de sorriso, olhares,
Ouvíamos os sonos que entrara
Através das janelas.

Tudo aconteceu por dois ciclos,
Ate que esta pequena
Percebe que esta encantada
Teme e foge
Rapidamente do sonho
Que entrara
Eu, sem compreender peço lhe calma.
Não teria o que temer,
Mas borboleta que sou e que eras
Sabia que frágeis são suas asas,
Já vi teias de aranhas prende lãs.
Então deixe a voar.

Pego minha caixinha
Branca com laços rosa
Retiro sua tampa
Pego todas as lindas lembranças
Guardo as e quando sinto saudades
Abro a gaveta chama vida
Retiro tudo, brinco com elas.
E retorno a guarda lá no roupeiro do coração.

Momentos meus, teus.
Agora nossos
Que vi, vivi,
Amei
Ah vida!

A você, minha doce linda criança.
Meu lindo doce segredo.

4 comentários:

Mara faturi disse...

Doce poema, doce imagem...Ele é mesmo lindo, ainda bem que o tenho próximo dos olhos*)
Obrigadíssima;)
bjo

L. disse...

Sem dúvidas, esse é um dos poemas mais apaixonantes que já li. E sobre a imagem, já disse à você o quanto achei bela.
Beijo!

nina rizzi disse...

obrigada pela visita miss a. gostei do sítio, re-visito ;)

O Profeta disse...

A terra dorme em sobressalto
Um grito brota da alma
Danço com esta bruma de Inverno
Rodopia em meu peito uma estranha calma

Águas despertas, Mar bravio
Cai sobre mim um nevoeiro perverso
Uma onda estende seu manto de espuma
Açoita as pedras adiando o regresso


Boa semana


Mágico beijo

Cartão de Visita do Facebook