Pronto, já não é mais um monólogo... Mas sabe que do tempo pouco sei, pois as horas tem sido um falcão a mergulhar atrás de uma presa, do conhecimento. Ana D.Echabe

domingo, abril 19, 2009

Nua pra lua

Sob a luz da lua
Imersa em prata
Minha pele de escama,
É acariciada por oceanos.
Cruzo os mares, rios e lagos.
Sete vezes, outras setenta,
Quantas forem necessárias.
Até ver em seu rosto,
Refletido no mar,
Um sorriso e no olhar a paz
Só assim irei voar.

18 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Que seja setenta vezes sete, mas que tenha o número suficiente para produzir um sorriso sincero e lindo no olhar.

Beijo grande, Ana.

Rebeca

-

glória disse...

esses mergulhos que muitas vezes exigem novas peles e muito fölego. Afinal de contas não apenas de asas precisamos para voar. belo poema! bjs

Pedrasnuas disse...

Belo Hino aos seus Peixes criativos e cheios de cor...Navegar é uma forma de Voar...ir mais além...

Miga, Beijo carinhoso para você

Maria Dias disse...

Isso amiga...Nao desista!Vc pode ir além entao vá!Nós podemos tudo é só querer, imaginar e acreditar!E os peixes azuis hein?Maravilhosos! Entao vc voa com a leveza das borboletas e ganha um corpo de escamas prateadas e se mistura ao oceano coberto com a prata da lua,oceano e peixe viram um só!Bonito isso!

Beijinho e uma ótima semana!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O Néctar da Flor mais uma vez homenageia os amigos queridos com mais um selo, onde a magia acontece, seja ela qual for.
Não existem regras, apenas repasse com carinho para aqueles que fazem a mágica da escrita criar vida.



Beijos jogados no ar, sempre!

-

Multiolhares disse...

Por vezes precisamos nos transformar nos elementos da terra para sentirmos a leveza do ser.
Adorei este teu quadro
beijinhos

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Aninha, vou explicar:

1) Você clica no selo e copia como se fosse uma imagem, pra colocar no seu blog.
2) Você escreve o nome do blog que te deu o selo.
3) Você escolhe os amigos que quer repassar e vai no blog de cada um, dizendo que tem selo no seu blog para eles.

É assim, Ana, não tem erro.!

=]

Beijo grande.

Rebeca

-

Carla disse...

se conseguirmos olhar a paz...conseguimos voar...
beijos

Sol disse...

Qué lindas imágenes! Lástima que no entiendo el portugués. :( Idioma precioso.

Gracias por tu visita a mi rincón.
Saludos.

Mara faturi disse...

Ai,ai minha queri,

meus peixinhos;))AMEI...e que assim seja;)
bjos azuis!!

nina rizzi disse...

nossa, há uns seis anos atrás eu escrevio algo MUITO parecido com isso, até a quantidade de cruzadas pelas águas...

eu bem poderia escrever de novo. que tem coisas que nunca mudam. mas vc o fez. e muito bem feito.

a tela também é linda :)
beijo.

AlmaAzul disse...

:) Concordo plenamente contigo, nina.

Gostei!

Ana disse...

Tão belo o poema como a pintura que o ilustra.

Um beijo.

Fa menor disse...

Parabéns pela belíssima pintura, em tintas e em palavras.
Somos seres dependentes da água e do ar...

Beijinhos

Cynthia Lopes disse...

Linda tela, lindo mar, lindos versos - tudo belo assim mesmo como está. bjs

Poetíssima disse...

Gostei disso.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Ana,

Eu corro e grudo... ele me espera e segura!

Muito amor!


Você é linda, viu?


Beijo grande.

Rebeca

-

João Videira Santos disse...

Das cores e das palavras...a artista

Cartão de Visita do Facebook